Palavra do Presidente

Hélio Dagnoni
Presidente do Sindilojas BC

Não é raro ouvir questionamentos como: para que pagar as contribuições do sindicado e qual a importância do sindicato patronal? É simples de responder: a entidade é o maior defensor dos interesses coletivos das empresas que representam porque conhece o segmento, acompanha as leis, normas e interfere junto aos poderes municipais, estaduais e federal.

Com essa enxurrada de leis que oneram  o custo das empresas, é importante estar bem representado. Atualmente, uma pequena parcela da contribuição de cada associado dá sustentabilidade ao sindicato para representar as empresas.

Como presidente do Sindicato do Comércio Varejista e Atacadista de Balneário Camboriú e Camboriú (Sincomércio), entendo que o sindicato é o único detentor da capacidade de representação na negociação coletiva com os trabalhadores. Cabe à entidade a função de liderar as negociações de convenções coletivas e, neste ponto, garantir o equilíbrio nas relações de trabalho.

A manutenção desse diálogo é imprescindível para a construção de acordos trabalhistas relativos aos aspectos econômicos, que envolvem salários, gratificações, horas extras; e aspectos sociais, como jornada de trabalho, segurança e saúde.  Sem ele, as empresas não teriam tanta força de negociação junto ao sindicato laboral, com um preparo e conhecimento profundo em sindicalismo.

Cabe, portanto, aos empresários participar mais do seu sindicato, porque não é justo cobrar uma boa representação sem envolvimento, já que, muitas vezes, faltam pessoas para que o verdadeiro exercício representativo se efetive. Ao participarem do cotidiano do sindicato, as empresas podem crescer muito mais e terem a oportunidade de trocar experiências e boas práticas. Elas não estão sozinhas e possuem voz ativa nas discussões. Através de seu sindicato, são capazes de ir muito mais longe, pois têm nele um grande aliado e parceiro estratégico para enfrentar os desafios que o mundo dos negócios.

Comentários fechados